CidTiradentes.com - 10_06_2016-anatel-suspende-corte-ou-reducao-de-internet-fixa-apos-fim-da-franquia

Anatel suspende corte ou redução de internet fixa após fim da franquia

Operadoras de internet ‘falham’ na comunicação com cliente, diz Anatel

Artigo visto por 2838 pessoas.

Anatel suspende corte ou redução de internet fixa após fim da franquia

 
 
 
 
Agência suspendeu corte ou redução de internet fixa após fim da franquia.
 
Empresas terão, antes, que permitir a cliente acompanhar o uso de dados.
 
O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, afirmou nesta segunda-feira (18) que as empresas que prestam serviço de internet “estão falhando” na comunicação com os usuários.
 
A avaliação dele foi feita em entrevista para divulgar a decisão cautelar da Anatel que impede temporariamente as operadoras de internet fixa de reduzir a velocidade ou suspender a prestação do serviço de banda larga após o término da franquia prevista.
 
 
 
“Acreditamos que as empresas falharam e estão falhando ainda na comunicação com o usuário. Eu estou dizendo isso porque tivemos a mesma experiência [com o telefone] móvel, quando houve esse debate, e agora, na banda larga fixa”, disse.
 
 
 
Modelo de negócio
 
Para Rezende, a demanda por serviço de internet fixa cresceu muito no Brasil e, por isso, "é evidente que em algum momento esse modelo de negócios", em que operadoras passam a impor limite ao acesso dos clientes à internet, "aconteceria." Segundo o presidente da Anatel, esse movimento se deve à limitação da infraestrutura e é parecido com o que já ocorreu com os serviços de voz e internet para celulares, onde os planos já trazem limites para o uso.
 
"Eu acho que temos um crescimento fortíssimo na internet. A gente percebe que o avanço é progressivamente alto. É evidente que em algum momento esse modelo de negócio, assim como aconteceu com serviço ilimitado em voz, aconteceria. Isso é uma questão importante. Agora, nós também vamos respeitar o modelo de negócio. Se alguma operadora quiser oferecer internet ilimitada, depois evidentemente não corta o usuário. Se quiser falar 'eu vou oferecer pacote ilimitado', aí ele vai ver até onde ele vai suportar esse modelo de negócio. O que estamos dizendo é: toda a mudança o usuário tem que ter o ferramental para acompanhar o consumo."
 
 
 
Para Rezende, as empresas “deseducaram” os clientes com propagandas que destacavam o uso ilimitado da internet.
 
 
 
“As empresas ao longo do tempo deseducaram os consumidores. Assa questão da propaganda, do ‘ilimitado’ e do ‘infinito’ é um negócio que acabou desacostumando o usuário. Foi uma má educação”, disse.
 
 
 
Segundo a Anatel, os contratos de serviço de internet poderiam prever cobrança, no fim do mês, do total utilizado, sem limite e sem o modelo de franquia. No entanto, essa situação, segundo o presidente da agência, assustaria os clientes no fim do mês.
 
 
 
“Com consumo aberto, livre, seria um susto no fim do mês. O modelo de franquia garante ao consumidor o controle do uso”, disse Rezende.
 
Fonte:g1.globo.com

 




Notícias



Prédios da Avenida Paulista e do Centro de SP são esvaziados após relatos de tremores

O Corpo de Bombeiros encaminhou viatura para a via. Moradores também relataram tremores na Zona Oeste e Zona Leste da cidade.

Anuncie Aqui

Sua empresa aparecendo para milhares de pessoas!

Vagas de Emprego



VAGAS PARA CABELEIREIRO- ZONA LESTE

5 vagas para cabeleireiro(a) na zona leste de São Paulo 

Anuncie Aqui

Sua empresa aparecendo para milhares de pessoas!

Cultura



Encontro de Cultura popular é destaque na programação do CFCCT

Baque CT Convida

LOCAL: Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes

Avenida Inácio Monteiro, 6900. Barro Branco/ Vila Yolanda
QUANDO: Dia 24/06 (sábado), às 10h

CLASSIFICAÇÃO: Livre
ENTRADA FRANCA (GRATUITO)

Anuncie Aqui

Sua empresa aparecendo para milhares de pessoas!

Encontre no Facebook